Matei!

A esperança.
A dúvida.
O medo.
A paixão.
Foi o maior massacre que cometi.
E agora
o sangue desses cadáveres
escorre dos meus olhos
transparente,
salgado.
Quebrei as pernas da mentira
e depois lhe cortei a cabeça,
queria evitar cair enfeitiçado
sob seus encantos.
Arranquei os braços do comodismo,
antes que ele me dominasse
por completo.
Eliminei as asas de todas as promessas,
para não precisar mais acreditar
que elas pudessem voar longe.
Matei toda a saudade.
No lugar dela criei personagens,
que, de uns tempos para cá,
têm muito mais vida
que alguns que se dizem estar vivos.
Parei o coração
para o amor não me impedir
de aniquilar tudo isso,
implorar
para que eu parasse a chacina.
Foi uma verdadeira guerra
aqui no interior do meu corpo.
Uma batalha sanguinária.
Por vários momentos,
parecia não ter fim.
E talvez não tenha acabado
e se tornou um erro.
Afinal,
me tornei um eterno
assassino de mim.


***
© 2013 by Emerson Machado.
Leia mais, no Wattpad.

Comentários